ANÁlise idiota


Já fazem o que, três meses e meio que você me deixou?
Cansei de pensar em você todas as horas de todos os dias, quando durmo, quando acordo, quando viajo, quando fico em casa, quando bebo ou quando estou sóbrio. Prefiro acreditar que gosto de sofrer, acreditar que  penso em você porque quero e não porque não consigo deixar de pensar. Apareceu na minha vida como uma droga que me viciou, já não aguento mais viver nessa abstinência. Não admito pra ninguém que ainda penso em você, não admito pra mim mesmo que preciso te esquecer. Não consigo matar você em meus pensamentos muito menos acreditar na verdade que é não mais te ter. Fico feliz por ter a cabeça no lugar e saber suportar esse tipo de coisa, na verdade eu não sofria assim a algum tempo, me entrego tanto em pensamentos, eu até gosto dessa sensação de desprezo e culpa. Analisando fato por fato, eu sofro porque quero e a situação chegou até onde chegou porque eu permiti, minha culpa não é tão maior que a sua. Eu já era isso antes de te conhecer, aprendi a ser melhor mas não mudei tanto. Ainda amo você porque não aprendi a amar a mim.

“Quem é mais sentimental que eu ? ”

Nem tudo escrito aqui corresponde a realidade do escritor rsrs(risos).
Cada vez eu escrevo pior!
O título é proposital.

~ por Anderson Fernandes em Dezembro 10, 2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: