Escolhas.

Hoje não vou vir lamentar, nem escrever coisas do tipo: ”Poxa porque é assim, porque não eu!”. Quero falar sobre um assunto que é muito interessante e que nos faz sentir os mais variados tipos de sensações, alegria, tristeza, ansiedade, mal estar, bem estar entre outras mais, vou falar de escolhas.

Já havia notado e me impressiono cada vez mais com a quantidade de alternativas que a vida oferece, hoje é irrelevante qualquer tipo de escolha antecipada, porque a tendência é que, quando chegar a hora, haverá um número muito maior de opções que antes não estavam lá. Estamos formando um exército de inseguros e insatisfeitos. Escolhemos e somos escolhidos, se deixamos de escolher, acabamos sendo, guiados pela escolha de alguém, com mais determinação e seguimos em frente, até o ponto de nossas vidas onde nos damos conta que houve uma escolha errada.

Sempre há tempo para novas escolhas, mas não há como apagar marcas de uma escolha pouco sábia. Aprendemos escolhendo, ensinamos com nossas escolhas, conhecemos novos caminhos, com escolhas pessoais ou escolhas dos outros, sorrimos ou sofremos com essas escolhas. As escolhas são diárias, portanto, as oportunidades para novos rumos são também diárias. A escolha é sua, é minha, é de todos que querem realmente algo. Criamos nosso futuro diante de novas escolhas. Repetir escolhas insensatas é permanecer numa situação que pouco (ou nada), nos acrescenta enquanto Seres. Somos quem escolhemos ser, somos quem podemos ser o homem é feito de escolhas.

Talvez o que você julgue o certo não te dê o prazer da felicidade, que é uma coisa que não se pode abrir mão. O interessante da liberdade de escolha é você poder fazer seu próprio caminho. Pessoas escolhem às vezes por acomodação coisas que teem medo de abrir mão. O respeito pela escolha do próximo é uma coisa essencial para todo ser. Têm vezes que a escolha do próximo não lhe convém muito, mas sem conhecimento do que foi tomado como base para a escolha não se pode fazer nada, a não ser conformar-se.

Entendo como o mais importante em uma escolha, a satisfação após fazê-la.

42-15226504

Nesses últimos dias, esperei por uma decisão sem saber o que eu poderia fazer para que ela ficasse a meu favor, no final das contas nem mesmo sei se era isso o que eu queria, nem sei o que ela pensa de mim realmente. Sei que o que sinto por ela não é o bastante pra interferir em algo. Mal me resolvi e já estou confuso novamente. Finjo que não dói na sua frente, mas por dentro dói por demais, preferi aceitar a brigar por você, eu não poderia ter mudado o fim. Felizmente uma das minhas qualidades, é a facilidade de conformar-me é isso vou esperar o tempo passar. Que você seja feliz com ele e que tenha feito a escolha certa. Eu sempre optei pela escolha errada, sempre gostei de escolher o menos obvio, penso eu que escolhendo errado vou sempre aprender mais do que com o certo, ta certo que vou ser infeliz, mas vou melhor me preparar para a felicidade eterna, e vou aprender a lidar com tudo o que aparecer. Esse é o Anderson, observador e consciente x]

~ por Anderson Fernandes em Novembro 24, 2008.

Uma resposta to “Escolhas.”

  1. Puxa viida!
    Mas você tem toda a razão!
    Não sei se quando estamos presos numa situação que parece um labirinto só vemos um lado, uma direção, ou se essa é a única escolha, talvez nem seja…
    O problema é como se olha pra tal situação
    O problema é como se olha a viida!

    ;D
    beijoo
    amo.teee

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: