Alívio Dolorido

chorando

Como em uma novela, fiz meu papel de telespectador que já sabe a historia, e mesmo assim continua vendo. Fui ator, fui diretor, fui figurante, sou passado agora, sou um vale-a-pena-ver-denovo. Depois do fim de semana todo pensando no que poderia ter vindo a acontecer, o esperado realmente aconteceu, estava muito estranho, ela não fazia as ligações que sempre fez, não mandava as mensagens que sempre mandou. Fez como eu faria, depois de um tempo de resistência, meio que terminaria sem conversas, as conversas que sempre faziam voltarmos a estaca zero, fazíamos tudo errado novamente.

Não tem explicação a esse sentimento que cresceu rápido, e espero que vá embora rápido, apesar de ser um alivio, me dói. No final das contas sempre soube que não seria aquela historia de contos, onde o amor vence tudo, meu amor era dela, mas o dela não era meu, era dele, ele que chegou primeiro, ele que a faz feliz… ele que é a decisão que ela tomou. Ainda bem que esta acabando não sei se agüentaria, ver todo dia e não poder fazer nada, nada pra mudar a decisão que se dizia a certa.

O mais longo fim de semana, horas olhando para o celular esperando pelo menos um “Acabou…” sem poder ligar, sem saber o que ela estaria pensando, sem saber se ela pensa em mim como eu penso nela. Realmente com o passar do tempo, aprendemos a lidar melhor, e aprendemos também a ver de forma mais tranqüila o que acontece a nossa volta e como lidar com as mais variadas situações.

Tenho medo de coisas grandes, como o céu, como o mar, com a paixão que as vezes se diz amor, infelizmente o que eu posso fazer agora é esperar, esperar o tempo fazer o trabalho dele, esperar o ano acabar, esperar o sentimento se tornar neutro novamente, quando estou perto dela tudo o que se julga certo pro espaço, e só o que espero, só o que quero é ficar perto, só ficar perto, ela me faz bem, ela me faz mal, ela me faz feliz, ela me deixa assim.

Sem aquele papo de antes quando eu falava: “Agora vou mudar levantar a cabeça, arrumar alguém que me mereça e blábláblá…” sei muito bem no que sempre dá. Vamos lá Anderson, você ja passou por coisas piores, você sempre sentou e sempre resolveu com a paciência de um monge, sempre foi tranqüilo, sempre fez as coisas “drogadamente calmo”, cada ano que passa era pra ser menos complicado, na questão dessas coisas de ser humano, queria ser imune a esse tipo de doença sentimental.

Olhando por fora como você que está lendo, é muito menos complicado do que parece, você pode pensar: “Porra arruma outra cara…”, acho que tenho que pensar como você, como se esse problema não fosse meu, afinal ele não e meu, ele é nosso, ele é de quem ama, ele é de quem quer algo que ainda não tem, se tivesse não daria valor, afinal somos todos iguais, todos feitos da mesma merda de barro.

 

 

~ por Anderson Fernandes em Novembro 10, 2008.

4 Respostas to “Alívio Dolorido”

  1. Sou a pessoa menos apropriada pra falar sobre coisas relacionadas ao coração…
    enfim, não vou chegar e dizer: Arruma outra!
    até porque nao é tão fácil, e eu sei perfeitamente como é.
    Só te desejo muita paci~encia e muita força pra se dar com coisas relacionadas à isso.
    ;]

    gosto muito de ti.
    pode contar sempre.

    beeijo

  2. ahahaha
    o link pro meu, tá “negaa”!

  3. Puxa viida!
    Que mané ‘arruma outra’
    essa história é papo pra boi dormir
    e nem é tão fácil
    mas é possível
    desde que você se prontifique a perder o medo de se machucar de novo, de poder ser a mesma droga, e tudo o mais
    Relações humanas são bem complicadas, nunca inventarão nada que adivinhe os pensamentos do outro. É tudo incerto
    Agora, cabe a cada um viver na escuridão ou buscar a luz mesmo com medo de que essa luz dure menos do que a pilha mais fraca de uma lanterna vagabunda
    Você viveu como deveria ter feito, fez, talvez, até mais
    curtiu intensamente!
    lembranças boas ficarão
    “O tempo é o senhor da razão”
    não há Senhor do Tempo
    então…
    deixe passar
    Vai dar tudo certo!

    beijoo
    te amo demais
    ~desculpe, acho que não disse coisa com coisa

  4. Atualiza mais *-*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: