Às vezes faço o que quero…Às vezes faço o que tenho que fazer…

As vezes ficamos pensando demais nas coisas, mas nem percebemos que as melhores coisas fazemos mesmo e sem pensar, e ficamos sempre lamentado fazendo tempestade em um copo d’agua, ja nascemos egoistas e ficamos nos importanto com coisas que sempre vemos apenas o nosso lado, o melhor jeito de aproveitar a vida seria vivendo mais uma vez, nascemos virgens de conhecimento e pensamentos, sem experiencia alguma, as vezes insistir funciona, mas é na minoria das vezes, viva mas e pense menos cada dia que voce para pra lamentar algo que fez errado ou algo que ate mesmo nao fez e um dia util a menos para aproveitar a vida, complicamos tanto a vida… lamentamos tanto… sorrimos falsamente as vezes, vivemos cercados de pessoas e nos sentimos tao sozinhos, quando colocamos a cabeca no travesseiro que vemos realmente a vida que estamos levando, o velho assunto de plantar para colher e a maior verdade que existe, as vezes venhem secas mas precisamos levantar a cabeca e plantar novamente, é isso, cada dia e um dia cada pessoa e uma pessoa, aprenda a ser uma nova pessoa a cada novo dia… preste mais atenção na musica ela e a arte que salva pessoas de serem grandes idiotas…
Sem mais….

“Para que levar a vida tão a serio, se a vida e uma alucinante aventura da qual jamais sairemos vivos”

(Bob Marley)

Dormência….

pensamento

Naturalmente calmo
calmamente natural.
olho sem ver,
penso sem esforçar
nem sequer reparar.
O corpo está morto
e a mente activa,
numa actividade tão banal
que até de mim se esquiva.
A mente, entretida no seu mundo
não se lembra de me despertar.
Mas não me sinto mal,
vou deixando vaguear.
É melhor estar sentado
enquanto dormente ficar,
estou até confortável
nesta dormência de luar.
A cabeça não está no corpo.
Estando lá, o corpo não a sente,
vivem independentemente,
estranhar-se-ão?
Quando se encontrarem sentirão.
No colapso, não vejo porquê,
sei apenas que não.
De qualquer forma,
será a conclusão.

sinto-me…: fatigado

música: My own prison (Creed)

~ por Anderson Fernandes em Junho 16, 2008.

3 Respostas to “Às vezes faço o que quero…Às vezes faço o que tenho que fazer…”

  1. Que bom saber que está “bem” assim…
    Lembre-se sempre do q você escreveu… E continua essa ótima pessoa que você é ta?!
    Ahhh, lembre-se de mais uma coisinha, sempre que pisar na bola, ou vacilar em alguma coisa, estarei ao seu lado pra te dar uns puxões de orelha ta?! xD hehe
    Mesmo assim, saiba que te adoro demais miguxinho!!!!
    Beijão pra vocÊ lindo! =]

  2. 🙂
    legal =)
    fazia tempo que não vinha aqui!

    beeijos

  3. Eu já fiz muita merda sem pensar HSUAUSUSHAUSa e continuo fazendo
    mas enfim,
    quando a coisa dá certo é realmente prazeroso ver o desenrolar dos capitulos ^^
    sem mais delongas
    dessa vez minha colaboração aqui foi horrivel
    HSUAUUSUAUSAHSUA
    sorry amoor

    bom vc disse tudo aí
    não preciso nem completar

    Creed é muito boom *-*
    beijoo
    amO

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: